Só um recado, mesmo sendo tarde…

Explicação: Esse post está escrito faz um tempo mas nunca tive “coragem” de postá-lo… Não sei se devo me desculpar ou não por escrever isso e publicar. Não sei se devo pensar que você irá lê-lo e se magoar. Não sei nem o que pensar. Mas uma força (chamada Skol) me pede pra postar como forma de dizer à você: ESTOU BEM, MUITO BEM apesar de tudo… Então que foi!

Quando te conheci, construí uma imagem…  Uma imagem que tinha a ver com as minhas expectativas (e não posso esquecer de citar minha carência da época!). Claro que essa imagem, somada ao que você me “vendeu” de si mesmo, foi o resultado que me deixou  apaixonada.  Pena que esta imagem não era a real, essa imagem era a de um “personagem” que você inventou e me desfazer desse sentimento foi complicado. Restou saudade, mágoa, mas nada que o tempo não curasse, não é mesmo? Pena que, somado à dor da separação, veio um processo mais lento e sofrido que foi o de desconstruir você da minha mente. Desconstruir a  pessoa que achei que era real porque me apaixonei por uma fraude! E desconstruir para depois se desapaixonar, é  conflitante. Exigiu que eu reconhecesse que fui seduzida por uma fantasia, que fui capaz de me deixar confundir, descobri que o meu desejo de amar era mais forte do que minha astúcia. E descobrir que fui uma idiota?! ¬¬ Significou encarar que alguém por quem dediquei meu sentimento, não existia…

Mas, às vezes quero pensar que você nem tenha feito por mal, talvez você nem conheça a si mesmo, talvez você precise viver esse personagem, né?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s