Tentando

Terça-feira nem tomei o vinho que queria para desopilar… Fomos no maior estilo Dondoquinhas da Terra dos Caetés, para o Le Caprice, o “lugarbom” que minha prima é sócia-e-proprietária. Passei mal de tanta coisa gostosa e leandaaaa que tem ali, ó! E a tática da minha prima, é: Você chega, diz pra atendente que veio se encontrar com a Simone e ela manda você esperar para que enquanto espere, você fique olhando as guloseimas, gastando e engordando… Eu, pessoa diet-soft-ligth que sou me sentei chiquérrima de perninhas cruzadas na mesa mais longe do balcão para não cair na tentação. Quem viu?!?! Não aguentei mais do que 6 minutos… Meu estômago que não é ligth, nem soft, nem POHA nenhuma, começou a dar sinal de fome insaciável, daquelas que você quer comer de tudo um pouco, sabe? Eu obedeço óficorse. Vai que o estômago comece a gritar no meio da rua? Saldo: Uma coxinha, uma água de côco, um cup cake (divido com meu afilhado Nicolas, na proporção de 93% para moá; 5% para ele e os outros 2%, para o chão – que ele derrubou!), um bolinho de limão (dividido para três), uma mordida num salgado de forno com salsicha e um café expresso com dois biscoitinhos… Aff!

Definitivamente não posso ir ali!

De lá, Simone and me fomos direto para o supermercado comprar meu leite-jantar. Mas como eu nunca compro uma coisa só, coloquei no carrinho: Uma garrafa de vinho tinto SECO (para ver se tomo mesmo sozinha no meu sofá), a lata de leite desnatado, um pacote de preservativo (dá licença que sou uma mulher prevenida?). E só pra não ficar diferente de todas as vezes, dois pacotinhos de um biscoito lançamento para pessoas que vivem de dieta (ou acham que vivem!), porque eu adoro experimentar coisas novas e com embalagens cut-cut!

Tudo lindo, tudo bonito, até chegarmos na fila do caixa rápido… Quilomééétricaaa as dez horas da noite… Será que as pessoas não tem o que fazer em casa não? Ficar na fila, nós? Nananinanão! Largamos o carrinho lá com nossas comprinhas basiquéts e fomos embora com a cara mais cínica do mundo. Confesso que fiquei com vergonha de largar as coisas assim. Pensei em devolver tudo para suas prateleiras, mas minha prima ficou rindo da minha cara e me mostrou quantas pessoas fazem isso. Por Deus que eu  não queria não trabalhar num supermercado, viu? Magina ficar lá depois de tudo fechado, guardando as compras que os indecisos, pobres ou impacientes decidiram deixar?

E nada de vinho na noite de terça.

Ontem com toda TPM que eu posso suportar, mais os problemas do meu adorável e amado trabalho, decidi ir para o salão arrumar meus cabelos bons e fazer as unhas das patas. Na saída, passei no-va-men-te no supermercado para comprar as coisinhas que deixei jogadas na noite de terça. Daquela listinha, acrescentei apenas suquinhos de mancha pulmão que eu adoro. Fila do caixa rápido. Além de me deparar com um casal que eu não queria nunca encontrar embora eu estivesse linda e loira ontem, na minha frente havia um senhor com um carrinho com mais de 200 itens para passar no caixa rápido que se lê 30 itens. Pára tudo! Alguém disse para esse infame que compras de mês é na outra fila? Desta vez, escolada que fiquei da noite anterior, nem tive vergonha de deixar minha cestinha lá, com meu pacote de preservativos, meu vinho… Fui! E se alguém me parasse, diria: Você sabe o que é uma mulher com TPM? Então me dá licença viu?

E nada de vinho na noite de quarta também.

Hoje vou tentar de novo…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s