Mais uma de amor…

Trecho do texto do maravilhoso Caio Fernando Abreu, “Para uma avenca partindo” em “O Ovo Apunhalado”:

“…você cresceu em mim de um jeito completamente insuspeitado, assim como se você fosse apenas uma semente e eu plantasse você esperando ver uma plantinha qualquer, pequena, rala, uma avenca, talvez samambaia, no máximo uma roseira, é, não estou sendo agressivo não, esperava de você apenas coisas assim, avenca, samambaia, roseira, mas nunca, em nenhum momento essa coisa enorme que me obrigou a abrir todas as janelas, e depois as portas, e pouco a pouco derrubar todas as paredes e arrancar o telhado para que você crescesse livremente”

..

Existe uma coisa enorme crescendo aqui dentro. E está sendo necessário abrir as janelas, as portas, mandar arrancar o telhado para que tudo cresça, floresça como deve ser.

Como irá ficar depois? Quem sabe?

E quem quer saber?

Quero mais é viver! E morrer se preciso for…

Anúncios

2 comentários sobre “Mais uma de amor…

  1. Minha nossa,como esse Caio escrevia bem hem?! E como vc amiga,consegue expressar os seus sentimetos atraves das escritas dele!Lindo!!! É isso mesmo Dani,viva exatamente tudo aquilo que lhe for direito…

    Dani diz: Pois é, ele era tão, tão! Eita!! Amei!
    Quanto a viver, estu vivendo amiga, Deus e meus erros sabem que estou vivendo… E como!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s