E lá no telhado o gato foi!

E eu passei o dia pensando, ouvindo músicas tristes profundas, remoendo e moendo todas as minhas palavras, todos os meus sentimentos. Depois comecei a avaliar que sou exagerada (embora eu sempre soubesse que sou assim, meio Cazuza, meio Leila Diniz!). Exagerada até no sofrimento… Eu gosto. O que me importa o que os outros vão dizer? A dor é de quem sente!

Andando pelas ruas no caminho de volta pra casa, pensando e revivendo cada pedaço da nossa pequeníssima historinha de paixão (eita!). E ouvindo NOVAS músicas profundas. Outro repertório. O repertório do meu i-pobre-lindo-fofo-celular touch!

Pois foi o tal gato, que hoje realmente subiu no telhado, e aí você deixa de ser o que era pra começar de novo a ser o que foi. Oi?!

Acabou.

..

Escrevi no espelho do meu quarto o meu post it: “Tá certo que o sonho acabou, mas não deixe  ele virar pesadelo.” Para quando eu for pentear minhas madeixas lisas (vale salientar!) e quando eu for camuflar meu olhar, vou ler o recado e vou acordar. Vou sim!

 

Anúncios

2 comentários sobre “E lá no telhado o gato foi!

  1. ô amiga, joga pedra nesse gato maldito! bola pra frente não se esqueça que você é magra eloira das madeixas lisas. Ânimo mulher!
    beijos bom fim de semana!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s