Balada de véspera

Véspera de feriado. Chove na cidade.
Fui pra balada… Com preguiça, mas fui, porque havia combinado com uma amiga e seu novo namorado.
QG é o nome do bar. Quartel General da Cerveja. Será que se bebe muuuito por lá?!
Uma multidão de pessoas, a maioria do sexo masculino. Ótimo!
No telão: Fluminense x São Paulo. Péssimo!
Um tumulto de vozes…
Chegamos e o jogo estava 1 x 0 para o Fluminense. São Paulo fez um gol. A gritaria foi geral e um dos torcedores do São Paulo, na mesa ao lado gritava: Vai tomar no cu! Repetidas vezes. Juro que não entendi… O time dele faz um gol e ele manda tomar naquele lugar?! Quem ele estava mandando?! O time adversário?! A nossa mesa? Homens… Depois dizem que mulher é que é um bicho esquisito… Esquisito são eles, que passam 90 minutos de olhos vidrados em 22 homens correndo atrás de uma bola, num campo imenso. Gritam como se estivessem no campo também. Fazem caretas, e se desesperam a todo tempo. Se o time por qual torcem, vence, eles enchem a cara porque estão felizes, se perdem, enchem a cara também, pela perda. Onde ficam as mulheres nestes 90 minutos + 30 de euforia? Ao lado, conversando com a amiga, que provavelmente namora o amigo. Isso quando eles levam as mulheres para o bar, né?! Na maioria, vão em bando somente de machos, para ver o jogo, que dizem também ser esporte só de macho. Ai meus sais…
Comentários sobre como torcer, começou a rolar na mesa. Alguém disse que já ouviu coisa pior do que isso. Ouviu uma musiquinha que dizia mais ou menos assim: Hú, hú, há, há! Dá o cu no celular!!
Oi?!!?
Como alguém pode praticar isso no celular?! Pelo menos não deve sentir dor, né??
Final do jogo: Fluminense ganhou. Acho que foi 3 x 1 pro Flu!
Lembrei de alguém que está em algum ponto deste Brasil, que deveria estar feliz da vida…
.
.
.
Após 15 minutos de gritaria e vários vai tomar naquele lugar, o bar colocou 1 casal para cantar forró no palco. Tô adorando…
Adoro forró. Hum, hum…
Adoro multidão. Hum, hum…
.
O que valeu, foi que nossa mesa estava assim divertida. Rolou até paquera…
Marido Oscar recebeu uma cantada sobre seus lábios carnudos. Engraçado como ele é tímido! Após a declaração explícita, passou o restinho da noite, quase que cobrindo a boca ao falar. Sentiu que ele não queria ser beijado, né?!
.
.
Final da balada: Ressaca no dia seguinte (não sei se do cigarro ou dos cigarros, ou das cervejas…). Jiboiei o dia inteiro, entre o sofá e minha cama.
Tédio mortal!
Anúncios

3 comentários sobre “Balada de véspera

  1. Ele é!!!
    E se o elogio tivesse sido aos olhos, ele sairia do bar cantando “NÃO ESTAR SENDO FÁCIL…”

    Curtir

  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.. foi engraçado amigos, mas foi muito bom estar com vcs…tbm fiquei jiboiando no dia seguinte, mas valeu muto a pena..quanto aos lábios bonitos…é “ver com os olhos e lamber com a testa” bjao!!

    Curtir

  3. tds os dias abro seu blog pra ver novas postagens..o que é que ha velhinha? ja fazem quase 8 dias pow….estou em abstnencia de teus escritos…bjao!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s